Líderes e Vencedores

Prêmio Líderes e Vencedo 2003/2004

2003/2004

DESTAQUE COMUNITÁRIO - ENTIDADE PRIVADA “CDI- COMITÊ PARA DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMÁTICA”


O comitê para a Democratização da Informática (CDI) é um organismo não governamental e sem fins lucrativos, criado em 1995, com o intuito de capacitar cidadãos de baixa renda no domínio de conhecimento e técnicas na área de informática, sem deixar de lado a visão ética do mundo. O projeto busca oferecer uma alternativa atual, eficiente e atraente de profissionalização e inserção promissora no mercado de trabalho. Através da criação e montagem de Escolas de Informática e Cidadania (EICs), o Comitê implementa programas educacionais e profissionalizantes no Brasil e em diversos outros países ao redor do mundo, com o objetivo de reintegrar os membros de comunidades carentes, principalmente crianças e jovens, diminuindo os níveis de exclusão social a que eles estão submetidos. O CDI de Sergipe foi fundado em 1999, por integrantes da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet (Assespro).

Reconhecendo a proposta e projeto do CDI Nacional e vendo o computador disponível apenas para uma minoria da população, eles resolveram abraçar a causa e formar o Comitê, cujo propósito é levar a informática às camadas menos favorecidas da sociedade sergipana. Em dezembro de 2000, saiu-se da fase de ideias para a prática, quando foi montada a primeira Escola de Informática e Cidadania (EIC) do Estado, instalada no bairro Santa Maria, antiga Terra Dura. As EICs são criadas em parceria com organizações comunitárias, utilizando computadores doados e  contando com o auxílio de instrutores comunitários, capacitados pelo Comitê para, além de ensinarem noções de computação, contribuírem para a construção e o exercício da cidadania. A partir de junho de 2003, graças a parceria com empresas privadas, foi possível profissionalizar o CDI Sergipe, com contratação de quatro profissionais para se dedicarem integralmente ao projeto.

Nestes quase quatro anos de funcionamento, a ONG já conta com um efetivo de 23 Escolas. O avanço do CDI Sergipe neste período foi algo notório, o que possibilitou que um maior número de pessoas tivesse acesso à informática. Porém, o comitê sergipano espera que mais e mais EICs sejam instaladas em todo o Estado, funcionando sempre dentro da proposta e dos padrões de qualidade do CDI.


DESTAQUE COMUNITÁRIO - PESSOA FÍSICA “Pe. ARNÓBIO PATRÍCIO DE MELO”


Nascido em Camocim de São Félix, Pernambuco, este Cidadão Sergipano e Aracajuano ingressou cedo na vida religiosa – Externato Paroquial em sua cidade natal, Colégio Salesiano do Sagrado Coração em Recife e no Seminário Salesiano de Natal, RN. Cursou a Faculdade de Filosofia – Universidade Católica de Pernambuco e a Faculdade de Letras – Faculdade de Filosofia de Caruaru, PE, graduando-se também em Teologia pelo Instituto Pio XI em São Paulo. Foi diretor de estudos nos Colégios Salesianos de Recife, Salvador e Aracaju. Atuou como professor concursado no Colégio Atheneu Sergipense e Instituto de Educação Rui Barbosa. Ministrou aulas de Português e Filosofia na UNIT por 16 anos, e em diversos estabelecimentos de ensino. Na vida pública, exerceu por 12 anos o mandato de Vereador em Aracaju, atuou como Secretário de Educação de Aracaju, Secretário de Turismo e Relações Públicas da Emsetur, Secretário Geral do Conselho Estadual de Cultura, Conselheiro Estadual de Educação e Conselheiro da UFS, além de ter sido o Pároco da Freguesia de N.S. do Perpétuo Socorro do Conjunto Orlando Dantas. Recebeu algumas honrarias: Amigo do 28 BC, da Marinha, Amigo da Polícia de Sergipe, Medalhas do Mérito “Aperipé” e “Inácio Barbosa”, Prêmio de Idoso DESTAQUE no ao de 2003. É membro do Rotary Clube por 37 anos, onde desempenhou todos os cargos a nível de Distrito, recebendo também diversas honrarias. Agradece a Deus a felicidade de morar em Aracaju há 41 anos. Costuma dizer: “Só desejo viver, enquanto tiver sonhos”.


DESTAQUE EMPRESARIAL - COMÉRCIO “JOÃO CARLOS PAES MENDONÇAS”


Aos vinte quatro dias do mês de junho, no ano de 1938, nascia na cidade de Ribeiropólis, Sergipe, um menino cujo sucesso já estava escrito: João Carlos Paes Mendonça. Formado em administração de Empresas, João Carlos Paes Mendonça acumulou, ao longo dos anos, vitórias e mais vitórias, seja no lado empresarial, como no lado social. Presidente do Grupo JCPM e do Sistema Jornal do Comercio de Comunicação, atuou como Diretor Superintendente do Grupo Bompreço (1962-1978) e como Presidente do mesmo Grupo entre os anos de 1978 a 2000. Trabalhos publicados: Livros – “Pronunciamento, Palestras e Depoimentos”, 147 p., São Paulo, 1983 e “Postura Empresarial”, 157 p., Recife, 1991. Artigos Publicados – Publicou inúmeros árticos em Jornais e revistas de Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e outros Estados. Este sergipano de sucesso nunca abandonou suas raízes e, paralelamente aos negócios, se preocupou sempre pelas comunidades menos assistidas, contribuindo ao longo dos anos com diversos projetos. Rotariano durante 24 anos, entre os anos de 1962 e 1965 no Rotary Aracaju Centro e de 1966 a 1986 no Rotary Boa Vista do Recife, Pernambuco. Conselheiro do Instituto Materno Infantil-IMIP – Recife, Presidente do Conselho Curador da Fundação Pedro Paes Mendonça, recebeu ao longo destes anos diversos títulos e honrarias como reconhecimento do seu trabalho empresarial e social.


DESTAQUE EMPRESARIAL - INDÚSTRIA “LUCIANO FRANCO BARRETO”


Formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, Luciano Franco Barreto acumulou sucesso ao longo dos anos. Como estudante universitário, foi eleito Presidente do Diretório-Acadêmico, Representante do Corpo Discente na Congregação e no Conselho Técnico, Representante de Turma, Presidente da Embaixada Oficial dos Engenheiros, percorrendo a Europa durante 90 dias, visitando grandes obras, principalmente na Alemanha e Portugal. Começou sua vida profissional como Engenheiro no Departamento de Engenharia Sanitária do Estado da Bahia, na Divisão de Planejamento e Obras. Teve oportunidade, nesta função, de analisar vários projetos de abastecimento d’água e esgotamento sanitário, como também, acompanhou a execução dos mesmo. Em seguida, foi designado para a Chefia de Residência de Jequié, Bahia, onde teve sob sua responsabilidade a Construção, Operação e Manutenção do Sistema de Abastecimento D’água e Esgotamento Sanitário das cidades de Jequié, Conquista, Santa Inez, Cravolândia, Jituana, Jaquaquara, Itirussu, Rio de Contas, Itagiba, Itagi e Aiquara.

Foi superintendente da Superintendência de Águas e Esgotos de Jequié, tendo reformulado o Sistema de Operações e Manobra, entre outras obras importantes. Fez estudos sobre a Bacia de Acumulução do Rio Preto do Criciúma, vindo corrigir defeito na alimentação da nova adutora de Jequié. Foi Diretor do Departamento de Urbanização de Obras e Serviços Públicos da Prefeitura de Jaquié, executando diversas obras. Em Salvador assumiu o cargo de Diretor da Divisão de Operações do DESEB. Implantou o sistema de operação, manutenção e controle da qualidade da água de aproximadamente 30 cidades. Em 1965, demitiu-se do DESEB para dedicar-se à iniciativa privada. Já em Aracaju, tornou-se Sócio-Diretor da Sociedade Nordestina de Construção Ltda., dedicando-se a supervisão administrativa e financeira. Em maio de 1968 fundou a Construtora Celi Ltda., que é sinônimo de qualidade e sucesso e inúmeras obras realizadas. Paralelamente, sempre se dedicou em contribuir para a exclusão social através de projetos dedicados às comunidades menos assistidas. Hoje novos projetos são desenvolvidos pelo Instituto Luciano Barreto Júnior.


DESTAQUE EMPRESARIAL - AGROPECUÁRIA “LUCIANO MENEZES SILVA”


Iniciou sua vida profissional em 1962 com o pai no setor da pecuária, dedicando-se durante toda a vida de trabalho à criação de gado Nelori em suas fazendas, ramo este, sempre abraçado com muito prazer e amor pelo campo. Paralelamente ao ramo de pecuária, no ano de 1965 entra na Empresa Senhor do Bomfim a convite do seu irmão José Lauro Menezes Silva. Com seu temperamento manso, seu caráter honesto, sua vida dedicada ao trabalho, foi uma força fiel e solidária junto a seus irmãos. Durante 35 anos participou desta empresa, vendo-a crescer, até tornar-se uma das maiores empresas de transporte na região. Em 1998 a empresa dividiu-se, formando outras empresas. Coube a Luciano a direção da Empresa de Transporte Santa Maria, e junto com os filhos, assume também, uma pequena empresa de transporte de cargas, hoje transformada na 2ª maior empresa de cargas do Nordeste, a Bomfim Cargas Expressas, contribuindo assim, na geração de empregos, no desenvolvimento econômico e social do seu Estado, como também da região Nordeste.


DESTAQUE EMPRESARIAL - SETOR DE SERVIÇOS “DILSON DE BRITO FRANCO”


Representante Comercial atuante no mercado desde 1958, exerceu ainda diversas atividades na área bancária e no magistério. Atualmente é membro do Conselho de Contribuintes da Secretaria de Estado da Fazenda e Presidente da Junta Comercial do Estado de Sergipe – JUCESE. Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Tiradentes, não exerce de forma direta esta profissão em razão da paixão que nutre pela atividade comercial. Na área social destacou-se pela assistência prestada durante 35 anos ao Serviço de Assistência e Movimento de Educação SAME, onde, a convite do então presidente da entidade e amigo pessoal Cel. Max Ribeiro, ocupou diversos cargos na diretoria, contribuindo para o fortalecimento da instituição. Na Fundação São Lucas exerceu o cargo de presidente por dois mandatos, a convite do Dr. José Augusto Barreto, atuando ainda como membro do Conselho Consultivo.


DESTAQUE PROFISSIONAL “PROF. JOSÉ FERNANDO DE LIMA”


Graduado em Física pela Universidade Federal de Pernambuco, em 1978, fez doutorado em Física na USP, em 1991. Iniciou suas atividades de ensino lecionando no ensino médio. Foi admitido na Universidade Federal de Sergipe em 1980, onde vem se dedicando intensamente à causa da educação. É autor de mais de 140 trabalhos científicos, sendo 30 destes publicados em revistas internacionais, e publicou quatro livros. Além de exercer o magistério  na Academia, atuou na administração da UFS em cargos importantes, como chefe do Departamento da Física. Foi presidente da Fundação de apoio à Pesquisa e Extensão de Sergipe e agraciado com vários títulos e homenagens, entre os quais, os de Cidadão Sergipano, Cidadão Aracajuano e Cidadão Lagartense. Atualmente, é presidente do Conselho de Administração do Instituto de Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Xingo e reitor da Universidade Federal de Sergipe, estando no seu segundo mandato onde a fez ser reconhecida nacionalmente. Foi Vice-presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior. Sempre manteve com a comunidade um canal aberto de discussão para sentir os seus anseios e preocupações em relação à instituição e tentar direcionar pesquisas e projetos de extensão para atender ao povo sergipano.
 



Comente via Facebook