Líderes e Vencedores

Prêmio Líderes e Vencedo 2007/2008

2007/2008

Destaque Comunitário – Pessoa Jurídica Instituto Canarinhos de Aracaju – INCA

A história do INCA começou em 1999, com a fundação do Coral Canarinhos de Aracaju que era formado por 16 crianças. Em 2002, o Instituto foi criado com o objetivo de descobrir novos talentos e contribuir com a inclusão social de crianças através da música. Hoje, atendendo a um grupo de 157 crianças de faixa etária que varia entre 4 e 17 anos, o Instituto desenvolve ações que envolvem as crianças tanto na atividade de cantar, como na prática de flauta doce, dança, violão, teclado, metalofone, aulas teóricas de música, canto popular, violino e bateria. As atividades do Instituto se dividem entre o Grupo Bem-te-vi, que envolvem crianças de quatro a seis anos, os Pequenos Canarinhos de Aracaju, com crianças de sete a dez anos, e o Canarinhos de Aracaju, com adolescentes de 11 a 17 anos, em sua maioria estudantes de escolas públicas de Aracaju e Grande Aracaju, que se apresentam em diversos locais, como Igrejas, seminários, confraternizações e outros eventos. Com o objetivo de incluir crianças, o INCA atende ainda a pequenos do Oratório de Bebé, do Externato São Francisco e dos Pequenos Samaritanos na Cidade de São Cristóvão. Visando incluir crianças especiais o fundador e regente do Coral, o professor Carlos Magno do Espírito Santo, também desenvolve um trabalho com este público dando-lhes oportunidade de se integrar através da música.  É através da música que o Instituto realiza um trabalho ímpar de descobrir talentos e orientar crianças e adolescentes para a vida.
 

Destaque Comunitário – Pessoa Física Padre Humberto Leeb 

Austríaco, Humbert Karl Josef Leeb é missionário da Ordem de São Francisco de Sales, dedicou 44 dos 74 anos de vida às ações sociais. Em seu trabalho como missionário religioso se tornou um cidadão do mundo e tem como lema “levar esperança onde houver desespero", o mesmo usado por São Francisco de Assis. Sua história missionária é marcada por ações em diversas partes do mundo, principalmente em locais destruídos pela guerra. Em 1977, Pe. Leeb veio para o Brasil e realizou trabalhos na Favela do Vidigal/RJ através do Centro Comunitário da Favela do Vidigal, desenvolvendo ações social-pastoral no local. Paralelo a estas ações construía em local desconhecido e abandonado do interior sergipano, em Porto do Mato, município de Estância, o Centro Social Pastoral Esperança de Deus. O Centro Social Pastoral Esperança de Deus é uma obra de grande alcance humano e social, reconhecido por membros da União Européia como o Centro-Modelo da América Latina, cuja extensão abrange 15 hectares. É uma mine-cidade, com um atuante trabalho sócio-pastoral nas áreas de educação, saúde e produção, envolvendo diversos setores sociais e produtivos dentre os quais a conhecida "Pousada do Padre", a Escola e Pré-Escola Luz e Vida, Padaria, Igreja, Oficinas, etc. Conhecido como o "Peregrino da Esperança", Pe. Leeb é uma pessoa eclética e que atua em diversas áreas. É escritor, cantor, conferencista e comunicador, e tem seu trabalho reconhecido na Áustria, Alemanha e Brasil, onde conta com milhares de colaboradores e benfeitores. Em dezembro próximo, Pe. Leeb estará se despedindo do Centro Social Pastoral Esperança de Deus e transferindo a obra de sua vida para a Diocese de Estância, para quem doou todo o patrimônio. Padre Leeb deixa um legado do seu trabalho praticado com base na sensibilidade e no amor.


Destaque Profissional Orlando Rochadel Moreira

 Natural de Lajes em Santa Catarina, Orlando Rochadel, como é conhecido, veio para Sergipe por conta da transferência do pai, então oficial do Exército, em 1984. Casado com a juíza de Direito, Dauquíria de Melo Ferreira, com quem tem dois filhos, é promotor de Justiça e secretário geral do Ministério Público de Sergipe. Começou sua careira profissional como professor do Ensino Médio, tendo atuado no Banco do Brasil em Sergipe como gerente de negócios, advogado e instrutor do Departamento de Pessoal da instituição. Foi professor da Escola Superior de Prática Jurídica, e do Curso de Pós-Graduação da UNIT; como também, da disciplina Direito Administrativo do Instituto Jurídico Master em Aracaju e Salvador. Ocupou a vice-coordenadoria Estadual da Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça da Infância e da Juventude e foi assessor da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público em Sergipe.

Orlando Rochadel iniciou uma carreira de destaque como Promotor de Justiça, após assumir a direção do Núcleo dos Direitos à Educação e à Saúde do Ministério Público em Sergipe. Apaixonado pelo setor de educação, Orlando Rochadel é mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe e, apesar de todas as ocupações pessoais e junto ao MPE  continua sendo professor de Direito Administrativo das Escolas Superiores do Ministério Público do Estado de Sergipe (ESMP-SE) e de Magistratura de Sergipe (ESMESE). Entre os desafios enfrentados na carreira de Orlando Rochadel, destaca-se a realização do Censo Educacional Sergipano, o qual esteve à frente como Promotor de Justiça. Idealizador do Projeto, Orlando Rochadel sonhava em acabar com a evasão escolar do Estado, e para isso realizou o Censo, através do qual foi possível identificar 25 mil crianças e adolescentes que estavam fora da sala de aula e promover uma reorientação familiar deste grupo. O modelo do projeto aplicado em SE pelo promotor Orlando Rochadel, é considerado modelo pelo Ministério da Educação. Mais do que um desafio, a grande vitória da carreira de Orlando Rochadel, e que faz dele um dos homenageados do Prêmio Líderes e Vencedores de 2008, foi a idealização e construção do Centro Educacional Vitória de Santa Maria, localizada no bairro Santa Maria e construída através da parceria entre a iniciativa pública e privada. Este sonho revela o lado humanitário e social de Orlando Rochadel, que conseguiu neste grande projeto colocar 3,2 mil crianças e adolescentes de um dos bairros mais carentes de Aracaju, na sala de aula.


 

Destaque Empresarial  - Comércio  Manuel Prado Vasconcelos Filho

Filho de Manuel Prado Vasconcelos e de Risoleta Prado Vasconcelos, Manuel Prado Vasconcelos Filho nasceu em Aracaju e passou toda sua vida de trabalho e crescimento no setor do comércio, aqui no Estado. Casado com Márcia de Carvalho Freitas, é pai de seis filhos e avô de três netos. Na adolescência prestou serviço militar no Centro de Preparação de oficiais da Reserva, tendo deixado a carreira militar após estágio no 19º Batalhão de Caçadores como 2º Tenente R2. Ingressou sua vida profissional trabalhando na empresa da família: Vasconcelos Irmão & CIA, onde se dedicou principalmente, à parte industrial de Salinas, ao setor agrícola e pecuário. Prevendo a falta de perspectiva da indústria salineira em Sergipe, iniciou seu trabalho no comércio em 1970, na empresa do irmão Joran Prado Vasconcelos, no ramo de supermercado, onde trabalhou até 1974, quando fundou seu próprio comércio, também voltado para o setor de supermercados: a firma Prado Vasconcelos LTDA. Com atuação mais voltada para o interior do Estado a Prado Vasconcelos funciona até os dias de hoje, sendo que as atividades da capital foram suspensas, os supermercados continuam funcionando nos municípios de Arauá, Itabaianinha e Pedrinhas.

Além do trabalho nas empresas, Pradinho, como é carinhosamente chamado pelos mais próximos, sempre esteve à frente e atuando na área classista. Foi presidente da Associação Sergipana de Supermercados (ASES), período em que iniciou a realização dos Encontros Sergipanos de Supermercados, bem como do Encontro Norte Nordeste de Supermercados. Esteve como presidente da ACESE por quatro anos, onde se destacou por realizar uma das principais reformas do casão centenário, e implantar mudanças na filosofia da entidade. Foi Membro do Conselho do SEBRAE, conselheiro da Associação Brasileira de Supermercados; fez parte da diretoria da Associação dos Dirigentes Cristãos de Empresa; foi vice-presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Aracaju e tesoureiro da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil. A participação e destaque do senhor Manuel Prado Vasconcelos Filho junto às entidades de classe em que representou se deve ao espírito associativo e à forma dedicada e até emocional como praticou suas ações. Tal atuação de sucesso no comércio, e junto a seus colegas comerciantes fez com que fosse indicado em 1994, comerciante do ano pela Federação do Comércio do Estado de Sergipe, tendo recebido a medalha, José Ramos de Morais.


 

Destaque Empresarial - Indústria Luiz Eduardo de Magalhães

Nascido em Aracaju, Luiz Eduardo passou parte da infância em Itabaiana. Casado com a srª. Fátima tem quatro filhos e cinco netos, com os quais vive momentos de grande prazer.   Graduado em engenharia civil com pós-graduação em planejamento econômico global. Luiz Eduardo concretizou sua vida profissional praticamente na atuação junto ao setor público, onde teve grande destaque no desempenho de atividades vinculadas à engenharia e ao planejamento econômico. Foi engenheiro do DNOCS, DER-SE, da Norcon e SERGIPORTOS, além de ter sido prefeito do Campus da Universidade Federal de Sergipe. Assumiu funções diretivas na SUDENE, em Recife, e no Instituto de Estudos sociais Aplicados- IESAP, em Sergipe. Hoje, apesar das diversas ocupações, atua ainda, como Sócio – Benemérito do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe. Na área da iniciativa privada, participou de vários empreendimentos dos quais o mais relevante é a Cerâmica Sergipe S.A.- ESCURIAL, onde atual desde 1990, ocupando hoje a função de sócio-presidente. Idealizador de um mundo melhor e convicto do seu papel social sempre teve participação ativa e voluntária junto a entidades públicas e privadas. Atualmente é membro do Conselho Diretor da Universidade Federal, do Conselho de Administração do SERGIPETEC, bem como da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe e da Diretoria da Fundação Oviêdo Teixeira. Já exerceu as funções de presidente do Clube de Engenharia de Sergipe, presidente do Instituto de engenharia de Sergipe e coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe. À frente destas entidades, Luiz Eduardo sempre se inclinou para ampliar os trabalhos das mesmas em benefício de seus representados.  
 

 

Destaque Empresarial - Agronegócio Carlos Vasconcelos

Como todo Itabaianense nato, Carlos Vasconcelos nasceu com o dom do empreendedorismo. Aos 16 anos deixou sua cidade natal e mudou-se para Aracaju a fim de se dedicar aos estudos do segundo grau. Três anos depois seguiu para São Paulo onde se formou em Administração de empresas pela Faculdade de Administração Luzwell. Com o exemplo de honestidade, perseverança e determinação empreendedora, Carlos Vasconcelos sempre soube que ao terminar os estudos voltaria para seu Estado de origem a fim de se dedicar às empresas da família. Os planos avançaram e ao terminar a faculdade, retornou a Aracaju onde atua desde então como sócio e diretor Administrativo e de Informática do G Barbosa e Cia Ltda. Em 2005, o grupo deu início às atividades ligadas ao agronegócio fundando a empresa Campo Lindo Ltda, que tem como objetivo produzir etanol e energia elétrica. Casado com Teresinha de Jesus Barbosa Vasconcelos, com quem tem três filhas e quatro netos, Carlos Vasconcelos está à frente de um Grupo Patrimonial que prioriza o bem estar e a qualidade de vida de seus contribuintes.

 

Destaque Empresarial - Serviços Wagner Bravo de Oliveira


Sergipano de Propriá, filho de pai rizicultor e mãe dona de casa, Wagner Oliveira é casado com Ana Cecília e pai de cinco filhos, sendo dois do primeiro casamento. Foi na família que aprendeu as lições de honestidade e simplicidade que lhe dão profunda sensibilidade pelas questões sociais. Com uma vida repleta de lutas, desafios e grandes conquistas. Deixou sua cidade natal aos dez anos e veio morar em Aracaju, onde estudou. Aos 17 anos, passou no vestibular em 11º lugar, tendo ingressado no curso de Medicina na Universidade Federal de Sergipe. Aos 23 anos concluiu a faculdade e imediatamente foi aprovado em primeiro lugar para fazer residência médica em ginecologia e obstetrícia na Universidade Federal Fluminense, no Rio de Janeiro. Após dois anos de estudo, Wagner Oliveira retornou a Aracaju para iniciar definitivamente sua carreira profissional. Paralelo ao exercício da medicina fez diversos cursos internacionais de aperfeiçoamento em mastologia e ecografia bi-dimensional. Com vasta visão empreendedora, em 1983 trouxe seu primeiro aparelho de ultra-sonografia para Sergipe.

O respeito e credibilidade adquiridos ao longo dos anos despertaram em Wagner novos sonhos, e em 1984 fundou sua primeira clínica: a Diagnoses. Os negócios foram se expandido até que decidiu abrir a primeira rede de clínicas de Sergipe. Pioneiro em diversas iniciativas, o médico também trouxe para Aracaju a primeira ressonância magnética e tomografia computadorizada helocoidal, entre outras práticas da medicina.  Há 15 anos decidiu abandonar o exercício da medicina e dedicar-se integralmente a  administração da Diagnose Médico Hospitalar. Hoje, a empresa é referência em saúde no Estado e possui oito unidades sendo três com a marca Diagnose e cinco com a marca Policlin.



Comente via Facebook