Almoço c/ Empresários

Sergipe se destaca nacionalmente no crescimento da formalização das MPE’s

Sergipe é um dos estados que mais se destaca no crescimento de micro e pequenas empresas formalizadas. A informação é do gerente de Políticas Públicas do SEBRAE Nacional Bruno Quick,que foi o convidado da sétima edição do Almoço com Empresários da ACESE. Ele falou aos associados sobre as mudanças no texto do Simples Nacional. Bruno destacou o trabalho da Prefeitura de Aracaju e as políticas de incentivo ao Empreendedor Individual, além de ressaltar a importância do governo de Sergipe acompanhar a tendência nacional e reajustar o sub-teto do Simples, bandeira defendida pelo presidente da entidade Alexandre Porto.
 

Bruno Quick ressaltou aimportância dos empresários sergipanos serem representados por uma entidade quetem acompanhado o trâmite do Simples Nacional em Brasília, e lutado pela sua aprovação. Segundo o palestrante 95% dos empreendedores individuais recomendama seus amigos que se formalizem. Hoje, a previsão é de que haja mais de 12 milregistros de micro empreendedores formalizados em Sergipe.
 

"A pequena empresa é extremamente eficaz e o país fica dando incentivo a importações que não geramemprego e renda para a nação. Vamos acabar com o primitivismo social e vamos fazer as empresas crescerem”, ressalta Bruno, ao afirmar que é isso que o Simples favorece.
 

Ao tratar das novas regras e sobre a tramitação da PLC 77/11 que foi aprovada por unanimidade na Câmara Federal, que também foi aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado - CAE – e deverá ser votada no plenário esta semana, o senador Antônio Carlos Valadares, durante do Almoço se comprometeu em apoiar o projeto. O deputado federal Valadares Filho, também presente, comprometeu-se com os empresários a tratar pessoalmente com governador Marcelo Déda sobre o reajuste do Simples Estadual.
 

Alexandre Porto pontuou aimportância da aprovação no Senado e sanção da Presidente Dilma Rousseff  do Simples Nacional, ressaltando a necessidade do aumento do teto estadual de R$ 1,2 milhão para R$ 2,4 milhões. Ele lembra ainda, que com esse reajuste, Sergipe sai na frente e acompanha o desenvolvimento do cenário nacional. “A aprovação do Simples Nacional e o reajuste estadual garantirão melhorias para a micro e pequena empresa, incentivando a formalidade, sem deixar de arrecadar, conforme comprovam os dados apresentados pelo palestrante”, opina.
 

Esta edição do Almoço contou ainda com as presenças do deputado federal Laércio Oliveira, do Secretário de Estado Zeca da Silva, do vereador Danilo Segundo e do Superintendente do SEBRAE/SE Lauro Vasconcelos.
   

 



Comente via Facebook