Notícias

Acese recebe reitor da UFS para discutir convênios

Nesta quarta-feira, 07, a Acese (Associação Comercial e Empresarial de Sergipe) recebeu a visita do Reitor da UFS (Universidade Federal de Sergipe), Ângelo Antoniolli, acompanhado de uma comissão de professores historiadores. A visita teve o objetivo de discutir um convênio entre as instituições.

Inicialmente, a reunião tratou um projeto na área da contabilidade e se estendeu diante das discursões e das inúmeras possibilidades. A entidade formulou outras propostas para que a Acese seja um ponto de ampliação das atividades de universidade junto ao setor produtivo. Outra proposta foi a preservação da memória da Acese, que completou 145 anos de existência.

Bastante satisfeito com o desenrolar das tratativas, o presidente da Acese lembra que a entidade tem muito mais a fazer pela sociedade sergipana. “Esta visita do Magnífico Reitor Antoniolli foi muito importante para a Acese e para o empresariado sergipano, pois é uma contribuição para a inovação e para a aproximação do setor produtivo com a Universidade. Desta forma, vamos avançar em importantes convênios, declara.

Para o Reitor da UFS, Ângelo Antoniolli, a reunião foi uma sequência das tratativas iniciadas na Universidade, junto com os professores de Contabilidade. “Hoje temos o departamento de contabilidade vinculado com a Acese, onde estamos nas negociações de uma integração entre os nossos alunos de contabilidade, da empresa Junior. Queremos discutir problemas que dizem respeito sobre a formação dos alunos e a melhor qualificação dos jovens empresários, que estão no mercado, buscando melhorar e se aprimorar”, afirma.

“Durante a conversa os projetos iniciais se ampliaram, onde a Acese receberá outras áreas da Universidade Federal de Sergipe. Áreas que são importantes para e que terão espaço para que alunos de graduação possam fazer os seus estágios com a condição necessária. Isso é fundamental para que os nossos alunos tenham a formação devida.

 

Segundo o Conselheiro Professor Antônio Freitas, ele sai muito gratificado desta reunião, pois abre as portas para outras possibilidades. “Pensamos em um simples convênio e avançamos para um convênio que apelidamos de ‘Guarda-chuvas’, onde diversas atividades serão realizadas, juntamente com a UFS e a Acese. Isso é muito bom para o setor produtivo, porque os empresários terão a oportunidade de qualificar o seu pessoal, além de receber orientação de um corpo técnico capaz de oferecer o melhor para os empresários”,reforça.

Publicado em 08/06/2017



Comente via Facebook