Notícias

Seminário Internacional de Gestão das Cidades lotou auditório do Sebrae

 

O auditório do Sebrae ficou pequeno para o Seminário Internacional de Gestão das Cidades, que aconteceu na última quarta-feira (06),  no auditório do Sebrae. Gestores públicos, advogados, arquitetos e o empresariado sergipano puderam conhecer de perto um panorama de planejamento urbano, social e cidadania apresentado pelo ex-secretário de Cultura e Desenvolvimento Social de Medellín, Jorge Melguizo e  políticas integradas entre iniciativas público e privada, expostas pelo secretário de Segurança Urbana de Recife,  Murilo Cavalcanti.

Uma realização da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), em parceria com o Sebrae, Fecomércio, FIES e Semict,  foi inicialmente idealizado pelo presidente da Acese, Marco Aurélio Pinheiro, que participou de uma Missão na Colômbia, em 2017, e conheceu as transformações nas cidades Bogotá e Medellín e  o trabalho desenvolvido pelos palestrantes em suas respectivas áreas de atuação.

 “Fiquei encantado com as transformações das cidades de Medellín e Bogotá e com o trabalho de Jorge Melguizo e Murilo Cavalcanti. Desde então, perseguimos a realização deste evento, que não seria possível sem o apoio dado a Acese por parceiros importantes em nossa administração: Sebrae, Fecomércio, Federação das Indústrias, Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo (Semict) e Antônio Carlos Franco [Radisson Hotel]. Só temos a agradecer”, disse.

O secretário de Segurança Urbana do Recife, Murilo Cavalcanti, e um dos palestrantes do evento, parabenizou a Associação pelo seu papel na discussão de um tema tão importante para a sociedade. “Vim a convite da Acese e do Sebrae para tratar de um tema muito importante que diz respeito da vida das pessoas e o futuro das cidades: a questão da violência urbana, de como a gente pode  superar essa questão que aflige hoje a maioria dos grandes centros urbanos brasileiros e fiquei muito satisfeito primeiro com um público maravilhoso. Gostaria de parabenizar a Acese por essa iniciativa, é uma iniciativa que transforma as cidades, que abre a cabeça das pessoas para a importância do planejamento urbano e para se pensar Aracaju daqui há 5,10, 15 anos”, comentou.

O  ex-secretário de Cultura e Desenvolvimento Social de Medellín, Jorge Melguizo,  destacaou a necessidade deste tipo de encontro para que pensemos em soluções comuns para a resolução de problemas que são comuns aos centros urbanos da América Latina. “Estive em Aracaju compartilhando as transformações da minha cidade,  que foi a cidade mais violenta do mundo e que hoje é um exemplo de transformação urbana,  social, educativa e cultural. Temos que compartilhar mais entre as cidades e países.  Esse tipo de evento  nos permite conhecermos muito mais enquanto cidades e pensarmos soluções comuns porque também temos problemas comuns : o tráfico de drogas, a pobreza e a corrupção. Temos que ser capazes de que esses problemas tenham soluções compartilhadas em projetos sociais, educativos, em projetos culturais na melhoria de qualidade de vida das pessoas em comunidades mais pobres”, finalizou.

Publicado em 08/06/2018



Comente via Facebook