Notícias

Impostos x Serviços: Brasil segue perdendo, diz estudo

 

O Brasil tem a 15ª maior carga tributária, o pior índice Desenvolvimento Humano (IDH) e ocupa o 30º lugar quanto ao retorno de impostos dentre os 30 países analisados em pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) – e também referenciado com dados da Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) –  divulgada na manhã da última quarta-feira (20), em exclusividade, ao Bom Dia Brasil, da rede Globo.

Para a Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), o resultado não veio como uma surpresa. Nos últimos anos, o país, consecutivamente tem ocupado o último lugar neste ranking. O que a entidade credita à falta de liberdade econômica, explica o diretor da Associação, Lúcio Flávio Rocha. “Os países que conseguiram melhorar neste ranking são os que conseguiram diminuir a carga tributária e, claro, os que também promoveram um retorno à população em serviços. O que temos é uma altíssima carga tributária, em excessivo ambiente regulatório e hostil do Estado sobre as empresas, mas os serviços públicos são péssimos”.

Conforme divulgado na pesquisa a carga tributária brasileira é de 34,13% do Produto Interno Bruto (PIB) e o IDH é de 0,754.  Em situação melhor do que o Brasil, estão os vizinhos Uruguai e Argentina, que ocupam, respectivamente o 10º e 18º lugar no ranking.

 

Publicado em 21/06/2018



Comente via Facebook