Notícias

Sergipe registra saldo positivo na geração de emprego em junho

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (25) pelo Ministério da Economia, apontam um crescimento no número de vagas de trabalho em Sergipe. Ao todo, foram geradas 6.217 vagas formais no Estado, com o desligamento de 5.952 postos de trabalho, gerando um saldo positivo de 265 novos empregos.

 

Nos últimos 12 meses, o Caged, mantém o registro positivo de vagas formais, com um total de 780 novas vagas entre junho de 2018 e junho de 2019, impulsionados pelos setores do comércio e serviços, mesmo estes tendo apresentado baixas nos últimos 30 dias (foram 220 postos perdidos em serviços e 59 perdidos no comércio). Em 2019, o comércio tem sido o mais afetado, registrando o saldo negativo de 666 vagas.

 

Para o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe, ACESE, Marco Pinheiro, a expectativa é que o quadro melhore em alguns setores. “Os dados apontam para a resposta de alguns setores aos incentivos do governo do Estado desde junho, principalmente na indústria de transformação, que vinha com números negativos significativos e registrou, um saldo positivo significativo, fundamental para este momento”, comemorou Pinheiro. “Além disso, vale frisar que dos últimos 12 meses, cerca de um terço do saldo positivo foi gerado no mês de junho, pois do saldo de 760 vagas, 265 foram criados em junho deste ano, o que claramente aponta para o crescimento em alguns setores”, frisou.

 

“No entanto, preocupa os números apresentados pelo comércio, pois é nele que sentimos a resposta de como a economia está se comportando de verdade e lutaremos para que esse quadro seja invertido e o saldo de empregos torne a ser positivo”, explicou o presidente, que acredita que, com o movimento voltado ao dia dos pais, em agosto, a abertura de um novo shopping em Aracaju em breve e as ações da ACESE no Centro de Aracaju, com o Centro Forte e em outros aspectos, como o cartão de benefícios ACESE Total, ajudem a impulsionar estes números, movimentando ainda mais a economia.

Publicado em 25/07/2019



Comente via Facebook