Notícias

Entidades do setor produtivo apoiam iniciativa de atendimento voluntário online do Conselho de Psicologia

O Conselho Regional de Psicologia de Sergipe (CRP19) organizou uma lista com mais de uma centena de profissionais que ofertam serviço de atendimento psicológico voluntário online para quem precisa de suporte neste período de isolamento social provocado pela pandemia de coronavírus. A iniciativa chamou a atenção de Marco Pinheiro, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese).

 

Nesta terça-feira, 19, Pinheiro realizou uma videoconferência com Naldson Melo, presidente do CRP19, Ivanline Albuquerque, presidente do Conselho de Jovens Empreendedores (CJE), Augusto Carvalho, presidente da seccional Sergipe da Associação Brasileira de Bares e Restaurante (Abrasel/SE) e Lincoln Amazonas, do Movimento É de Sergipe. A convite foi para que essas entidades compartilhassem essa informação com seus respectivos nichos empresariais para que possam, assim como profissionais da saúde e população em geral, usufruir do serviço caso necessário. 

 

Ao todo, participam do atendimento psicológico voluntário online 156 profissionais,  cadastrados pelo Conselho. O presidente Naldson Melo explica que tudo começou quando perceberam vários psicólogos estavam se mobilizando em grupos para prestar esse serviço de forma voluntária. “Essa ideia foi pensada inicialmente para atender aos profissionais de saúde que estão trabalhando diretamente no combate a Pandemia. Tivemos a ideia de compilar esses profissionais em uma lista, orientar e ao mesmo tempo fiscalizar”, destaca.

 

Como a  adesão de mais profissionais superou a expectativa a oferta do serviço foi ampliado para a população. “É gratuito e qualquer um pode solicitar o acolhimento”, garante Naldson. O processo é simples: basta acessar a lista de profissionais disponível nas redes sociais do CRP, escolher o dia, o profissional e fazer agendamento direto via contato telefônico. Há psicólogos à disposição para um acolhimento e escuta qualificada de domingo a domingos em diversos horários. 

 

Para Marco Pinheiro, presidente da Acese, é motivo de muita satisfação poder contribuir com esta causa em um momento em que muitos necessitam de um apoio psicológico. “Vi muitos presidentes de associações do interior comentando sobre o desespero diante da situação, na qual não sabem mais o que fazer. Por isso, resolvemos, de maneira singela, abraçar essa proposta que vai ajudar muito neste momento. A Associação Comercial não poderia deixar de apoiar essa iniciativa”, garante. 

 

Apesar de ser uma ajuda importante para quem precisa, o presidente do Conselho esclarece que o atendimento psicológico online não substitui a psicoterapia. Por isso, a depender dos casos, o paciente pode ser encaminhado para tratamento. “Será feito o suporte e, se necessário, o encaminhamento para outros colegas e outros procedimentos. Queremos amenizar um pouco o sofrimento psicossocial que todos estão sofrendo. É uma forma da psicologia dar a sua contribuição”, finaliza Naldson.

Publicado em 20/05/2020



Comente via Facebook