Notícias

Nestor Sampaio: Justiça realiza primeira audiência de Ação Civil Pública

 

Na manhã desta quinta-feira, 16, a 3ª Vara Cível de Aracaju realizou a audiência de conciliação entre a Prefeitura de Aracaju e seis entidades que pedem o retorno da mão-dupla da Avenida Nestor Sampaio, no Bairro Luzia. A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) é uma das autoras da Ação Civil Pública que pede que seja desfeita a mudança no trânsito da via. 

A audiência terminou sem acordo entre as partes, uma vez que a o representante da Superintendência Municipal de Trânsito (SMTT) alegou que a alteração já foi realizada há quase dois meses, não podendo desfazer esse processo. Agora, a Justiça julgará um pedido de liminar feito pelas entidades para obrigar o Município a retornar com a mão-dupla na via. 

Desde o início do mês de agosto foi implantada pela Prefeitura o sentido único nos km de extensão da Nestor Sampaio. O fluxo contrário foi transferido para as ruas Ministro Nelson Hungria e Abigail Ferreira Araújo Ramos. Essa medida causou insatisfação por parte dos comerciantes da região, que já sentem as dificuldades impostas pela queda no faturamento. 

O presidente da Acese, Marco Pinheiro, participou da audiência e expôs essa preocupação. “Está em risco a existência de mais de 200 empreendimentos que já tiveram uma redução de cerca de 40% no movimento em seus estabelecimentos. São cerca de mil empregos estão em riscos de extinção. São pequenas empresas que não tem condições de migrar e montar seus negócios em outro lugar. Como ficarão essas pessoas?”, questionou. 

Além da Acese, são autores da ação a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato dos Lojistas de Sergipe (Sindilojas), Sindicato do Comércio Atacadista de Sergipe (Sindicase) e a Federação dos Conselhos Comunitários de Segurança Públicas do Estado de Sergipe (Feconseg).

Publicado em 17/09/2021



Comente via Facebook