Notícias

ACESE ouve Superintendente local do Banco do Brasil

A Associação Comercial e Empresarial de Sergipe - ACESE - promoveu, na manhã desta sexta-feira, no Hotel Radisson, a 4ª Edição do Café Com Negócios, para ouvir o Superintendente Regional do Brasil, sr. Ruben Hansen. O evento foi presidido pelo empresário Sadi Gitz, que está de volta ao comando da ACESE, depois de cumprir licença médica.O sr. Ruben Hansen abordou um tema de interesse dos empresariado sergipano: “Solução BB para a micro e pequenas empresas”. Inicialmente, ele destacou que foram os bancos públicos que fizeram a diferença no combate à crise econômica. “A crise está completando um ano. O Brasil foi um dos últimos países do mundo a aderir a ela e está sendo um dos primeiros a sair dela. A atuação dos bancos públicos foi decisiva para vencermos mais este percalço”, garantiu.Em seguida, o sr. Ruben Hansen situou vários programas do Banco do Brasil que podem ser usados pelos empresários para superar suas dificuldades. Destacou, por exemplo, o Cartão BNDES que pode ser usado pelo empresariado na compra de bens. São 140 mil itens que podem ser adquiridos com o Cartão BNDES, através de nada menos que 10 mil fornecedores. Empresas com faturamento até 60 milhões de reais podem se associar ao Cartão BNDES, acessando o site do banco ou procurando um agente do Banco do Brasil. O valor financiado pode ser até 100% do bem adquirido. O prazo de pagamento varia de 3 a 48 meses, com taxas definidas mensalmente. A taxa atual, para o mês de setembro, é de 0,97%. O pagamento pode ser feito em parcelas mensais, sempre no primeiro dia útil da segunda quinzena do mês. Outro programa é o Finame Empresarial, destinado a financiamento para aquisição de máquinas e equipamentos nacionais e novos.Essas máquinas podem ser adquiridas através de empresas credenciadas pelo BNDES. Os itens financiáveis são maquinas, equipamentos, caminhões, ônibus, conjuntos e sistemas industriais, produzidos no país. Tem também o Finame Caminhoneiro, para aquisição de veículos de transportes de cargas e 0km até usados com 7 anos de fabricação.O Superintedente do BB falou também do Fundo de Garantia de Operações que é constituído por recursos do Tesouro Nacional e agentes financeiros públicos e privados. O Fundo ampara até 80% do valor contratado, limitado a 500 mil reais. Antes de finalizar, o sr. Ruben Hansen abordou o Débito Direto Autorizado, pelo qual o empresário pode controlar todas as suas operações de débito e crédito pelo computador, sem necessidade do uso de papéis e até o envio pelos Correios.Ao dar por encerrado esta edição do Café com Negócios, o Presidente da ACESE, sr. Sadi Gitz, anunciou uma nova edição do Almoço Com Empresários para o dia 2 de outubro, no mesmo hotel Radisson, para ouvir o Senador Aldemir Santana, Presidente da Federação do Comércio do Brasil que falará sobre “Empresário Individual”.   Por Ivan Valença

Publicado em 18/09/2009



Comente via Facebook